20 Abr 2017 2671
PortoBay Hotels & Resorts
#estrelamichelin #gastronomia #madeira

15 iguarias da Madeira que não pode perder

Banana, lapas, mel de cana, maracujá, pitanga ou inhame . .. venha descobrir a riqueza dos produtos da Madeira  com a ajuda do Chefe Benoît Sinthon (Il Gallo D’Oro . The Cliff Bay . 2 estrelas Michelin) !!

LOURO

O loureiro é uma das espécies primitivas da floresta Laurissilva que existe nas ilhas da Macaronésia, sobretudo na ilha da Madeira. Os seus galhos são aproveitados para fazer a tradicional espetada madeirense, libertando algum do seu aroma para os pedaços de carne que sustenta.

BOLO DO CACO

Este pão, de grande tradição na Madeira, de influência árabe, é cozido originalmente sobre um caco, uma pedra, ou, mais usualmente nos dias de hoje, sobre uma chapa metálica com lenha por baixo. É um pão feito com farinha de trigo, a que se acrescenta puré de batata doce.

BOLO DE MEL

Cheio de especiarias e frutos secos, este bolo é uma descoberta a cada dentada. Ao prová-lo, descobrimos sabores orientais misturados com europeus, ligados pelo mel de cana. É a síntese das aventuras marítimas dos portugueses.

ANONA

Uma fruta peculiar. O seu sabor doce lembra vagamente a banana mas também nos traz um paladar parecido com o ananás.

GOIABA

Esta fruta exótica combina bem com outros frutos da ilha, como a banana, o maracujá ou até o tomate inglês. É muito comum Benoît explorar este fruto em sorvete ou em granizados.

BANANA PRATA

A chamada banana prata é a estrela das bananas. Pode comer-se crua, marinada, caramelizada. Combinada com outros frutos ou produtos diferentes, a banana agrada sempre.

MARACUJÁ

O Maracujá tem na Madeira dezenas de variedades e faz parte da tradição de muitas mesas madeirenses. A particularidade do seu gosto, que umas vezes parece doce e outras ácido, faz desta fruta um elemento desafiante para a composição de qualquer sobremesa.

PITANGA

A cor desta fruta passa de verde para laranja, depois vermelha, até atingir o seu grau de maturação com uma cor vermelha escura, quase preta. Tanto se pode utilizar para fazer um sorvete como se pode juntá-lo num vinagrete.

VINHO MADEIRA

Quem já provou este vinho apercebe-se da sua riqueza nos primeiros tragos. A complexidade de aromas e de sabores é facilmente descoberta até pelos mais distraídos. Essa riqueza que se percebe na simples degustação pode ser inteligentemente aproveitada na confeção de molhos, de marinadas e de temperos. 

BATATA DOCE

Há produtos que nos sabem melhor numa estação do que noutra. A batata doce encanta num tempo mais invernal. Com a batata doce, tão tradicional nos pratos da Madeira, pode fazer-se uma boa ligação com erva doce, aipo, marmelo, uvas e outros sabores outonais.

MEL DE CANA

Aquela espuma que é deixada no fim do processo de produção é em si mesma uma delícia. Quando visitei a fábrica de mel de cana do Ribeiro Seco com o Henrique e com o Benoît, lembro-me do chefe ficar entusiasmado com imensas ideias sobre a utilização deste produto nos seus pratos.

LAPAS

A qualidade do mar da Madeira e a sua temperatura criam condições especiais para o desenvolvimento deste popular marisco das ilhas da Macaronésia, que nos oferece esse maravilhoso sabor iodado.

ATUM

Todos conhecerão o sabor particular do atum. Mas, na Madeira, ele passa em cardumes ali mesmo ao lado. Por isso o atum pode-se nos oferecer fresco, contendo todas a suas propriedades, sem grande esforço.

INHAME

"O inhame lembra-me o sabor da alcachofra” disse Benoît. Por isso o usa muitas vezes ligando-o com azeitona pretas, tomates secos ou confitados.

ESPADA PRETO

Este peixe das profundezas do Atlântico, de uma fealdade assinalável e aspecto agressivo, oferece uma carne que surpreende pela textura, pelo sabor e pela sua delicadeza.

“MADEIRA by CHEF BENOÎT SINTHON”

Ficou com água na boca ? Ainda há mais para descobrir no livro "MADEIRA by CHEF BENOÎT SINTHON”. Aqui, o Chefe do Il Gallo D’Oro, restaurante do hotel The Cliff Bay (Madeira . 2 estrelas Michelin), partilha a influência que os produtos provenientes da ilha têm nas suas criações gastronómicas. 

Saiba mais aqui . ..

Gostar Partilhar Subscrever