11 Fev 2016 2173
#brasil #charme #cultura #momentos #noite

Caipirinha, a bebida do Brasil . .. e dos amigos

Brasil é cor, dança, sorrisos sinceros, cidades e sabores maravilhosos . .. e o país da caipirinha  — uma bebida tão maravilhosa quanto tudo o resto !! 

Sabe a felicidade !!

A caipirinha sabe a alegria e o mundo inteiro faz questão de prová-la, seja na sua versão original, seja com variações igualmente deliciosas. O importante é brindar aos bons momentos e sempre que possível: em dias ou noites de calor, nas esplanadas, na praia, em festas e encontros de amigos, antes ou depois de uma farta feijoada (ou de um churrasco suculento) ou simplesmente quando apetece !!

É a bebida que sacode a alma, que a mete a dançar. É feita por todos e para todos !! 

A cura para todos os males

Há quem diga que, durante algum tempo, a caipirinha fez gosto ao paladar refinado de fazendeiros latifundiários de Piracicaba, em São Paulo, substituindo, muitas vezes, o whisky ou o vinho importando, em festas requintadas da alta sociedade.

A verdade é que se contam muitas histórias à volta da génese da caipirinha e há vários lugares e tempos que reclamam a sua autoria. No entanto, há uma história que se destaca e que reúne mais seguidores. É a que remonta a São Paulo e ao início do século XX, mais precisamente a 1918.

Ao que parece, a agora mundialmente famosa caipirinha começou por ser uma receita para curar a chamada "gripe espanhola”, uma doença (muitas vezes mortal) que afetou pessoas em quase todo o mundo.

Limão, alho, mel e álcool era a combinação dada aos doentes, uma espécie de xarope daquele tempo que conseguia combinar os efeitos positivos da Vitamina C com os efeitos terapêuticos do álcool. Um dia, alguém decidiu tirar o alho e o mel e acrescentar açúcar, para diminuir a acidez do limão. Mais tarde, e para combater o calor, foi acrescentado  — e muito bem !! — o gelo, o que acabaria por ser uma espécie de "toque de Midas”, já que tornou a caipirinha numa das bebidas mais populares no mundo inteiro

É para todos . ..

É uma bebida que, desde a sua origem, esteve sempre presente em diferentes contextos históricos. Foi a eleita pelos gostos mais refinados dos homens e mulheres da cidade, pelo gosto das gentes mais humildes do campo, passando até pelo paladar da esfera mais intelectual da sociedade brasileira. 

Seja qual for a história da caipirinha, ao longo do tempo, tornou-se num sinónimo de celebração, união, convívio, leveza de espírito e, acima de tudo, uma bebida para o gosto de todos !!

Como se faz a caiprinha ? É muito simples . ..

Fazer caipirinhas já faz parte do "ritual” de ser feliz, seja entre amigos ou em família, e não é assim tão complicado chegar ao resultado de uma bela caipirinha tradicional. É uma receita simples, embora tenhamos de experimentar fazê-la várias vezes (e errar) até chegar à perfeição !!

Ainda não sabe como se faz ?? Então, anote a receita !! 

A caipirinha leva limão Tahiti (ou lima como é conhecido em Portugal), cachaça, açúcar, gelo e . .. muito amor !! O limão Tahiti é perfeito para o efeito que se quer, já que não tem sementes, é mais suculento e mais doce.

Convém que o limão (ou lima) não estejam nem demasiado verdes, nem muito maduros e, se estamos a falar de caipirinha tradicional, é bom que seja feita com cachaça branca, uma vez que, devido à sua acidez, é a que combina melhor com os restantes ingredientes utilizados.

Agora, mãos à obra !!

Na altura da preparação, corte o limão em dois e retire a parte branca do centro para que o sabor não fique amargo. Deixe a casca do limão e corte-o em partes mais pequenas. Depois, meta o limão no copo onde a caipirinha vai ser servida, junte o açúcar e, com um pilão, amasse suavemente a mistura. Assim que terminar esta parte, junte o gelo e, claro, a cachaça ou as outras bebidas que funcionam muito bem como alternativa. 

Sim, porque há outras opções para fazer caipirinhas e, sobre isso, contamos-lhe tudo a seguir . ..

As diferentes versões da caipirinha

A cachaça é a bebida que, desde sempre, é utilizada na caipirinha, mas com o passar do tempo foram experimentadas outras receitas e criadas outras alternativas que também são muito populares . .. e deliciosas. Por exemplo, há quem use vodka e consiga uma caipirinha mais forte ou há quem prefira o saké e lhe dê um sabor mais doce. 

Em relação às frutas utilizadas, também já conseguimos encontrar, com facilidade, algumas variações da caipirinha com outras opções de fruta que não o limão. Em vez disso, há quem use o maracujá, o morango ou o kiwi.

A "família” da caipirinha tem crescido e, em todo o mundo, adapta-se a versão original a vários paladares e gostos. A caipiroska e a caipiríssima são dois bons exemplos.

O Brasil . .. num copo com gelo e amor

Sabia que foi apenas em 2003 que a caipirinha foi registada oficialmente como uma bebida típica brasileira ? 

É verdade, foi mesmo nesse ano, muito mais tarde que a sua popularidade e muito por vontade do presidente da altura, Lula da Silva. No registo oficial pode ler-se: " a bebida com graduação alcoólica de 15 a 36% em volume, a 20 graus Celsius, elaborada com cachaça, limão e açúcar, poderá ser denominada de caipirinha (bebida típica do Brasil)”.     

E quanto a isso não há dúvidas !! Beber uma caipirinha é beber o Brasil, com toda a sua alegria e o encanto natural pela vida.  

A identidade do país bebe-se com tragos demorados e espaçados, sempre com brilho nos olhos e com uma vontade genuína de partilhar.  
Gostar Partilhar Subscrever