27 Nov 2018 123
Sandra Nobre www.shortstories.pt
#experiencias #lisboa #playlist

Uma serenata à chuva ou uma boa desculpa para puxar as mantas?

Os dias cinzentos pedem outra banda sonora, um chocolate quente, um pijama. Ou calçar as galochas e abrigar-se em lugares que de tão comuns ficam tantas vezes esquecidos.

Descubra tudo o que pode fazer em Lisboa mesmo quando chove . ..

» Playlist para um dia de chuva 



Borda d’Água

Enquanto soa a música, entreguemo-nos à leitura. "Ande o frio andar, no Natal cá vem parar”, é o ditado de Dezembro. Os dias continuam a minguar, nove minutos em Lisboa e onze no Porto. O frio instalou-se de vez e vem chuva no dia 15, com a lua a entrar em quarto crescente, depois de duas primeiras semanas incertas. Desde 1929 que o almanaque português apresenta as previsões meteorológicas para todo o ano, para além de um "reportório útil a toda a gente”, desde astrologia, provérbios, fases da lua, marés, a época das sementeiras e os frutos da época, feiras e dias santos. Publicada anualmente pela Editorial Minerva, mantendo o design original, é um manual de sobrevivência para o quotidiano. De 2018 que agora termina, o juízo do ano vaticinava: "O fenómeno climático começará a intensificar-se entre os meses de Setembro e Outubro, permanecendo até 2019. (...) O importante será aproveitar o ano para aprender a ser mais sábios e prudentes”. 

Preço: 2,20€
 

Palácio Galveias

É uma das mais belas bibliotecas municipais da cidade. O edifício do século XVII, assumiu a função de biblioteca desde 1931 e chega aos nossos dias ainda mais elegante depois de obras de renovação. Há salas de estudo e de leitura abertas ao público, para além de uma programação regular, desde conferências, sessões de teatro cinema, até aulas de ioga. Até 10 de Dezembro presta-se homenagem ao escritor José Cardoso Pires, autor de Lisboa, Livro de Bordo, essencial para outro olhar sobre a capital.

Campo Pequeno, Lisboa
Tel. 217 803 020
Terça a Sexta, 10h – 19h
Segunda e Sábado, 13h-19h

Oceanário

É o dia perfeito para mergulhar em cinco milhões de litros de água salgada e quatro habitats marinhos como se fossem um só oceano e nem precisamos de molhar os pés, apenas visitar o Oceanário de Lisboa atravessando as águas temperadas, tropicais e frias dos diferentes oceanos do Planeta. Para além da colecção de peixes, anfíbios, aves, invertebrados, mamíferos, plantas e algas, pode-se embrenhar nas mais belas florestas tropicais na exposição temporária do artista Takashi Amano, "Florestas Submersas”. A música é de Rodrigo Leão, uma composição original criada para acompanhar o maior "nature aquarium” do mundo, com 40 metros de comprimento e 160 mil litros de água doce, do aquascaper japonês. É uma experiência completa, com cheiros e sons que convidam à contemplação, ao relaxamento e nos fazem viajar a mundos misteriosos.

Esplanada D. Carlos I, Lisboa
Tel. 218 917 000
Todos os dias, 10h-19h (última entrada às 18h)
Bilhete completo: 18€

Museu Berardo

A chuva pode ser uma boa desculpa para ficar em casa a namorar. Ou para procurar o amor na rua. Quel amour!? é uma mostra composta por 130 obras que retratam as diferentes expressões do amor. Artistas de diferentes gerações, nacionalidades e culturas exploram o mais universal dos sentimentos. E há casais de renome com obras criadas a quatro mãos, como Helena Almeida e Artur Rosa ou Marina Abramović e Ulay. E de coração cheio, chega-se às palavras de Carlos Drummond de Andrade, em Claro enigma (1951): 
"(...)
Este é o nosso destino: amor sem conta
distribuído pelas coisas pérfidas ou nulas,
doação ilimitada uma completa ingratidão,
e na concha vazia do amor a procura medrosa,
paciente, de mais e mais amor.
Amar a nossa falta mesma de amor,
E na secura nossa amar a água implícita,
E o beijo tácito, e a sede infinita.”

Patente até 17/02/2019
www.museuberardo.pt
Praça do Império, Lisboa
Tel. 213 612 878
Todos os dias, 10h-19h
Entrada: 5€

Lojas dos museus

Quem anda à chuva molha-se, diz o ditado popular, por isso, não se esqueça do chapéu de chuva. Os mais originais vendem-se nas lojas dos museus recriando obras de arte. Quem disse que o céu por cima das nossas cabeças tem de ser cinzento e carregado só porque o sol não espreita?

Loja do Museu Gulbenkian
Av. de Berna, 45A, Lisboa
Tel. 217 823 000
Segunda a Sexta, 10h-18h

Loja dos Museus
Praça dos Restauradores, Palácio Foz, Lisboa
Tel. 213 478 333
Terça a Sábado, 10h-13h e 14h-18h

Vitoria Nobre Arte

Convenhamos que não é muito agradável correr à chuva nem tem de se armar em Gene Kelly, numa das mais famosas cenas de cinema do filme Serenta à Chuva (1952), mas que isso não sirva de desculpa para não praticar desporto. Esqueça o pilates e as aulas de RPM, na Vitoria recupera-se a Nobre Arte do boxe, de acordo com as regras estabelecidas, em 1865, pelo Marquês de Queensberry, privilegiando a agilidade e não a força. Este é um clube exclusivo e misto inspirado nos famosos white colar boxing club, onde as aulas podem ser individuais ou de grupo (máximo 12 pessoas). Os treinadores de boxe e kickboxing são ex-campeões nacionais e lutadores profissionais em actividade. No ringue, trabalha-se a agilidade, a concentração, a auto-confiança, o auto-controlo, faça chuva ou faça sol.
 
Avenida Santos Dumont, 57C, Lisboa
Tel. 213 850 110
www.vitoria.club

Bettina & Niccòlo Corallo

Há algo que nos aqueça mais o coração do que chocolate? Na mais famosa fábrica de chocolate de Lisboa, a par do café e da produção artesanal de chocolate em variedades que vão desde com pimenta rosa e flor de sal, a gengibre e laranja, serve-se chocolate quente feito a partir de cacau de pequenas produções criteriosamente selecionadas. Em estado puro, sem aditivos, um prazer dos deuses.

Rua da Escola Politécnica, 4, Lisboa
Tel. 213 862 158
Segunda a Sábado, 10h-19h30

Planetário Calouste Gulbenkian – Centro Ciência Viva

Se as nuvens podem ser as maiores inimigas dos amantes da observação astronómica, no Planetário viaja-se pelo espaço independentemente das condições climatéricas. Ao longo do dia, há várias sessões que abordam temas como "Hubble Vision – Uma nova visão do universo”, o que nos é dado a ver desde o lançamento do telescópio espacial pela NASA, em 1990, ou "O Céu Visto da Terra”, revelando o nosso céu com e sem poluição e as tantas estrelas que não vemos na cidade, ou "Viagem a um Buraco Negro”, em que se atravessam nebulosas até chegar ao local onde se formam as estrelas permitindo compreender a evolução do universo. O programa para toda a família é um convite a tirar os pés da terra e explorar o cosmos.

Praça do Império, Belém, Lisboa
ccm.marinha.pt/planetario
Tel. 210 977 350
Terça a Domingo, 9h30-12h
Sábado, 13h30-16h
Bilhete: 5€

PJ’s by The Life Juice

Há dias em que a chuva leva a melhor e nada nos faz sair de casa, aí o pijama é o nosso melhor amigo. Mas que isso não signifique desleixo, pelo contrário, vistamo-nos com elegância como se fossemos sair sem sacrificar o conforto. Os PJ’S by The Life Juice, inspirados no corte clássico e descontraído dos pijamas de homens, são um must-have de qualquer guarda-roupa feminino e basta mudar os acessórios e tanto são adequados para uma saída com as amigas, como para um jantar romântico ou uma festa. Produzidos numa fábrica centenária em Lisboa, nem precisa sair de casa para comprar, basta encomendar através do email: isabelcosta@thelifejuice.com. 
No Instagram @thelifejuicebyisabelcosta pode acompanhar os últimos modelos.
Assim, quem vai querer sair de casa?

Se preferir ficar dentro de portas . ..

Um chá da tarde ou um tratamento de spa . .. no hotel PortoBay Liberdade pode aproveitar os dias mais cinzentos para desfrutar também da piscina interior. Se optar por uma tarde de sono reparador, disponibilizamos um menu de almofadas.

Para uma refeição quente, no restaurante Bistrô4 há sugestões para todos os gostos. No Trato 32 do hotel PortoBay Marquês pode apreciar os sabores intensos das massas e risotos italianos . .. enquanto cai a chuva lá fora. 
VIVA ESTA EXPERIÊNCIA . .. ESCOLHA O SEU HOTEL PORTOBAY EM LISBOA !!

PortoBay Liberdade . PortoBay Marquês

Gostar Partilhar Subscrever