28 Jul 2016 378
#algarve #gastronomia #in-gourmet

Figuras de massa de amêndoa

A doçaria do Algarve é fortemente marcada pela influência árabe, que durante séculos marcou a vida e a cultura no sul da Península Ibérica, com diversos reinos, um dos quais, o dos Algarves. A essa herança, que é também histórica e cultural, juntou-se a habilidade dos monges e freiras que, usando ovos, açúcar e várias técnicas de confecção, pegaram na herança árabe e integraram-na na doçaria conventual tão famosa de Portugal.

Do conjunto de doces algarvios há um que é impossível passar despercebido : a massa de amêndoa, não apenas pelo sabor, mas pela forma como estes doces são vendidos, transformados em figuras de frutos, flores e até aves.

É um doce de amêndoas, açúcar e ovos, corado com diferentes corantes, que ajudam a dar realismo aos frutos e flores que os doces pretendem representar. O açúcar e os ovos são herdeiros da doçaria conventual. As amêndoas, além de associadas à paisagem do Algarve, resultam da herança árabe.

A prova viva da ligação destas Figuras de Massa de Amêndoa à presença árabe no sul de Portugal é que em alguns países do norte de África também se encontram doces com diversas formas da Natureza e do quotidiano.

Gostar Partilhar Subscrever