01 Set 2016 1229
PortoBay Hotels & Resorts
#aventura #dicas

Madeira Versão 3.0

Para um destino turístico com 200 anos de tradição, o que conta não é a idade, mas sim a capacidade de ser diferente, de se modernizar. Ao longo dos últimos tempos, a conjugação de vários fatores e iniciativas, tem contribuído para transformar a experiência de umas férias na Madeira.

A natureza, o vinho, os bordados, as tradições, as paisagens e o clima, que tornaram esta ilha célebre, continuam lá, mas a novidade é que agora, mais do que contemplar, as férias na Madeira passam por sentir, experimentar, encontrar sensações e novidades, quase ao virar de cada esquina.

Em síntese o destino tornou-se mais trendy, ainda mais cosmopolita, mais completo e mais apelativo também aos mais novos. Desde logo a noite tornou-se diferente. Os bares pegaram na poncha, uma bebida tradicional, feita de mel, aguardente de cana-de-açúcar e sumo de limão e transformaram-na num agradável cocktail, onde pontuam vários sabores como o maracujá, a tangerina, a pitanga.

Esse movimento iniciado na cidade piscatória de Câmara de Lobos, cresceu, passou para o Funchal e hoje está em toda a ilha. Sobre a tradição foi inventada uma nova abordagem e o resultado é tal, que ninguém imagina visitar a Madeira sem provar a tão famosa poncha.

Um dos muitos locais onde pode ter esta experiência é a Zona Velha, o nome dado à parte mais antiga da cidade do Funchal. Aí multiplicam-se restaurantes e bares. Várias iniciativas conjugaram-se para tornar aquela zona da cidade mais dinâmica e vivenciada. 

As pessoas passaram a estar no centro desta nova versão de viver a Madeira. E é também a pensar nelas que têm surgido importantes desafios e novidades gastronómicas. Em muito ajuda o facto de o Il Gallo d'Oro e a cozinha de Benoît Sinthon terem uma estrela Michelin, mas essa distinção é também consequência do trabalho de uma nova geração de Chefes que tem vindo a desenvolver um novo conceito de gastronomia tradicional, mais centrado nos produtos e na criatividade à volta da sua preparação. Esta ideia de cozinha com terroir, muito em voga em todo o Mundo, adquiriu na Madeira características muito especiais, com a fusão de vários ingredientes, técnicas e tipos de produtos. Parte destes produtos pode ser encontrada no Mercado dos Lavradores, uma montra dos hábitos gastronómicos madeirenses, mas também em vários restaurantes que oferecem deliciosas refeições, muito à base de produtos frescos.

Um bom exemplo está no Santo da Serra, onde uma pequena fábrica lançou no mercado um queijo fresco que é uma das iguarias mais apreciadas da gastronomia da Madeira. Associado ao pão caseiro, feito à base de batata, constitui uma receita deliciosa para um passeio pela serra e pelas estonteantes paisagens da ilha. A partir do PortoBay Serra Golf e dos nossos hotéis no Funchal, é possível fazer visitas guiadas a estes estabelecimentos.

Na cultura a corrente trendy está suportada por muitos espaços e iniciativas. Festivais de música e cinema, espetáculos com grupos conhecidos, teatro, exposições e intervenções artísticas multiplicam-se nos diversos centros culturais espalhados pela ilha. O expoente máximo é o Centro das Artes Casa das Mudas, na Calheta, um edifício premiado, que tem acolhido exposições com peças de renome internacional.

Mas a Natureza continua a fornecer uma parte importante da experiência. A moda tem sido a zona Oeste da ilha, precisamente a Calheta, Jardim do Mar e Paul do Mar. No microclima da Madeira, esta zona oferece um tempo ainda um pouco melhor. E logo nasce uma oportunidade de contato com o mar, com o surf do Jardim e do Paul do Mar, cujas ondas são conhecidas mundialmente, e com as vistas soberbas sobre o oceano.

No Funchal, como no resto da ilha, o mar permite fazer muita coisa, desde o mergulho, ao big game fishing, passando pelo simples passeio de barco, mergulhos no oceano, observação de cetáceos ou natação com golfinhos.

Em terra, os mais aventureiros podem experimentar descer por uma ribeira, em fato de mergulho, com ajuda de cordas e equipamento de montanha. O canyoning tem na Madeira um dos expoentes máximos mundiais, porque oferece adrenalina e uma forma única de ver a ilha. BTT e ultra-trail são outras das atividades que começam a dar que falar na ilha.

Outra, mais calma, é através dos passeios a pé, nas pelas inigualáveis levadas que nos mostram o fantástico interior da ilha, mas estes já se fazem há bastante tempo. Exemplos como este multiplicam-se. Sentir é a palavra de ordem numa ilha onde o visitante tem a certeza de que há sempre algo a acontecer e muito para fazer. Às vezes o problema é mesmo escolher . ..

Gostar Partilhar Subscrever