22 Dez 2017 638
Sandra Nobre {Jornalista} www.shortstories.pt
#dicas #in-routes&tips #lojas

Presentes de luxo em Lisboa

Deixam-se quase sempre as compras para a última hora, porque falta tempo ou ideias para oferecer algo original. Seja qual for a ocasião, organizámos uma lista de sugestões em que a atenção está nos detalhes, na forma de fazer, na exclusividade. Mimos para dizer a alguém o quanto é especial…

JNcQUOI

No edifício do cineteatro Tivoli, a dois passos do hotel PortoBay Liberdade, fica um dos lugares mais sofisticados da cidade: 3 pisos e 950 metros quadrados de glamour, pelo grupo Amorim Luxury. A decoração rica em mármores, vidros e espelhos torna ainda mais sumptuosa a arquitectura do catalão Lázaro Rosa-Violán. É um espaço para todas as horas do dia, seja para uma refeição leve ao balcão, no delibar, no piso intermédio, acompanhada de uma extensa garrafeira, seja para uma refeição completa no restaurante, no primeiro piso, dominado por um dinossauro à escala real ou para um chá das cinco com um colorido macaron da Ladurée (que também já tem espaço próprio uns metros adiante na avenida, junto à Fashion Clin, no Fórum Tivoli). Mas vamos ao que interessa, aqui encontra uma selecção cuidada de mercearia fina (queijos, charcutaria, azeite, patés, confits, trufas), serviços de mesa, deliciosos coffee table book de moda, viagens, arquitectura, design, com a chancela da editora Assouline, ou pode encontrar o presente ideal para o homem que valoriza a qualidade e os detalhes, na Fashion Clinic Man, onde se encontram marcas como Dior, Valentino, Yves Saint Laurent, Dolce & Gabanna, Christian Louboutin ou Tom Ford. Há ainda uma montra de charutos e um serviço de tailoring. Quem já tem saudades da Colette em Paris, prestes a fechar portas, o JNcQUOI segue um conceito semelhante, em que a originalidade faz a diferença. No final das compras, não deixe de passar pelo WC é mesmo à porta que encontra a cabine do DJ (embora só o encontre por lá ao fim-de-semana)...

 

Avenida da Liberdade, 182-4, Lisboa

Tel. (+351) 219 369 900

Aberto todos os dias

jncquoi.com

 

Leitão & Irmão

A casa dos antigos joalheiros da coroa portuguesa há muito que habituou os clientes a poderem ter jóias feitas por medida. Idealizam a peça, falam com o artesão, sabem que foi feita para si e isso é algo verdadeiramente especial. A Leitão & Irmão conta com oficinas próprias, desde 1889, onde se trabalha o ouro e a prata com uma mestria ancestral. São gestos delicados, horas a fio, às vezes meses, num trabalho de minúcia e paciência. Desde sempre, a casa manteve uma relação estreita com os maiores nomes das artes, que em conjunto criaram peças exclusivas, como é o caso de Salvador Dalí, René Lalique ou Columbano Bordalo Pinheiro. De Lalique, por exemplo, continua em produção o faqueiro em prata que o mestre vidreiro e joalheiro, desenhou em 1917, depois de conhecer, em Paris, Jaime de Castro Leitão, terceira geração de proprietários. São famosos também os presépios em prata da escultora Graça Costa Cabral (um modelo composto por 15 figuras foi oferecido ao Papa João Paulo II, em Fátima, por ocasião do Jubileu do ano 2000), os ovos (cuja coleção que teve início numa encomenda da Rainha D. Amélia de um pequeno ovo em ouro e esmalte e que, anualmente, é criado um novo modelo em prata cinzelada) ou os solitários, de platina e diamante deixado em suspenso sobre outro diamante com recurso a uma técnica de cravação inovadora e exclusiva da casa. Já se sabe que os diamantes são os melhores amigos das mulheres, mas qualquer jóia arrancará sempre o sue melhor sorriso.

 

Largo do Chiado, 16, Lisboa

Aberto todos os dias

Tel. (+351) 213 257 870

www.leitao-irmao.com

Embassy - Niche Perfumery

Marilyn Monroe respondeu a um jornalista, em 1955, que para dormir bastavam-se duas gotas de Chanel nº5 e só depois destas declarações o perfume se tornou um êxito de vendas. Nesta fase, o mundo rendia-se aos perfumes criados em massa à boleia de marcas, publicitados por estrelas da música, do cinema e do desporto. No século XXI, assistiu-se a um regresso às origens, em que a alta-perfumaria se evidenciou dando o protagonismo aos artesãos, que criam pelo exercício da alquimia em busca da mais exclusiva das fragrâncias, e das matérias-primas que se apresentam no seu estado puro ou em combinações tão inesperadas que desafiam os mais apurados narizes, sem fazer distinção do género. São essas essências que desfilam nas prateleiras da Embassy – Niche Perfumery, num ambiente minimalista, em que o design dos frascos, autênticas obras de arte, chamam a atenção. Baruti, Rania J., Puredistance, Herve Gambs, Floris, Tauer, Laurent Mazzone, Etat Libre d’ Orange são nomes que se acham no mundo da perfumaria de nicho, nem sempre a preços exorbitantes, mas sempre deixando um toque pessoal em cada pele. Sândalo, oud, vetiver, almíscar, patchouli, bergamota, jasmim, qual é o seu cheiro? Porque um perfume é como uma impressão digital, pessoal e intransmissível.

 

Rua Rodrigues Sampaio, 89, Lisboa

Tel. (+351) 212 492 226

Fecha ao domingo

embassynicheperfumery.com/pt

AR-PAB

Uma salva da Colômbia do século XVII, um biombo japonês em guache e ouro sobre papel, um par de taças da dinastia Ming, um contador em madeira exótica do Ceilão (Sri Lanka), quadros que retratam Lisboa antes do terramoto de 1755... Cada um destes tesouros é um achado, um pedaço de História que enriquece a colecção da galeria AR-PAB, de portas abertas ao público desde 2007, resultado do conhecimento de dois antiquários reputados entre os pares, Pedro de Aguiar-Branco e Álvaro Roquette. Desde 2013 deram continuidade ao projecto numa segunda galeria, em Paris. Aqui, cada objecto ultrapassa a função decorativa, a sede do coleccionador, é guardiã da geografia da origem, da passagem do tempo, de outras técnicas e materiais e de tantas curiosidades de como aqui chegaram.

 

Rua D. Pedro V, 69, Lisboa

Tel. (+351) 213 421 682

www.pab.pt

Art Avenida - Boutique dos Relógios Plus

Entra-se como se de uma galeria se tratasse. O lustre Mobile du Tempo, da artista Joana Vasconcelos, dá o mote para este lugar intemporal. Não são apenas relógios e jóias, nesta concept store coabitam diferentes expressões artísticas – pintura, fotografia, escultura, street art – e gadgets que têm em comum serem peças especiais e em edições limitadas que vão ao encontro da exclusividade que diferencia o cliente. É claro que não faltam as mais desejadas peças de alta relojoaria das marcas que fazem parte do portfólio do grupo Tempus: Breguet, Blancpain, Cartier, IWC, Breitling, Chanel. Para quem gosta de discrição, há uma sala para atendimento personalizado, mas isso é segredo.

 

Avenida da Liberdade, 194C, Lisboa

Tel. (+351) 210 730 530

Aberto todos os dias

boutiquedosrelogios.pt

André Ópticas

Mais do que um acessório ou um mal necessário, tornaram-se um statement e dizem muito sobre a personalidade de quem os usa. Seja na flagship store da Avenida da Liberdade ou na loja do Chiado, na André Ópticas encontram-se algumas das marcas internacionais mais luxuosas ou independentes ambicionadas por quem trata os óculos como jóias, sejam modelos exclusivos, óculos por medida, em acetato e cifre de búfalo, ou personalizados, por exemplo, com brilhantes ou pele de píton. André Leal, que dá continuidade ao negócio iniciado pelos pais, é uma espécie de arqueólogo de óculos, com uma colecção de mais de três mil peças — das quais 400 tiveram honras de se mostrar numa exposição no Mude – Museu da Moda e do Design da capital  —, ninguém melhor do que ele saberá dizer-lhe qual o último grito da moda ou o que está para chegar.

 

Avenida da Liberdade, 136A, Lisboa

Tel. (+351) 213 261 500/1

Rua Garrett, 63, Lisboa

Tel. (+351) 213 264 000

www.andreopticas.com

Luvaria Ulisses

Aqui entra-se um cliente de cada vez, dois com jeitinho. Como o deus mitológico grego, a Luvaria Ulisses, no coração do Chiado, subsistiu a todas as mudanças políticas, económicas e sociais. Minúscula, destaca-se pela fachada neoclássica e pelos móveis de inspiração império que mantém intactos, desde a sua inauguração em 1925, da mesma forma que, desde o início, se dedicou em exclusivo à produção e venda de luvas. Com oficinas próprias para a manufactura, onde as técnicas antigas e a componente artesanal se mantiveram até aos dias de hoje, oferece pelarias de qualidade, design entre o clássico e o sportswear e uma vasta palete de cores, seguindo as tendências da moda. Experimentar umas luvas na Ulisses é um ritual, com uma almofada para apoiar o pulso e um serviço personalizado e primoroso, que ajuda o cliente a calçar o modelo pretendido. Não há nada de mais elegante a completar o figurino ou não assentasse que nem uma luva.

 

Rua do Carmo, 87A, Lisboa

Tel. (+351) 213 420 295

Fecha ao domingo

www.zedosbois.org

Filipe Faísca

Ana Moura e Maria João Bastos são algumas das personalidades que nos habituaram a ofuscar os palcos e as red carpets com vestidos de um dos mais reputados designers de moda portugueses. No seu atelier, às portas do Bairro Alto, são os detalhes que marcam as colecções, que duas vezes ao ano desfilam na ModaLisboa: a minúcia das pedras, a sensualidade das rendas, o efeito dos plissados, a fluidez dos tecidos. Filipe Faísca idealiza o figurino, corta e cose a par das costureiras para chegar ao efeito desejado e quem o procura sabe que pode ser igualmente arrojado ou clássico na abordagem. Os coordenados das colecções e os acessórios estão disponíveis na loja-atelier, mas também desenvolve peças exclusivas. O céu é o limite, assim lhe dêem asas para voar.

 

Calçada do Combro, 99, Lisboa

Tel. (+351) 213 420 014

Vista Alegre

À semelhança das outras lojas da marca, a montra no Largo do Chiado obriga quase sempre a uma paragem para contemplar uma peça, apreciar um conjunto exposto com a pompa de uma obra de arte em qualquer museu, porque é disso que se trata, peças assinadas por designers, artistas plásticos, arquitectos, fotógrafos de renome. Ainda recentemente, foi lançado Figo, de Paula Rêgo e Christian Lacroix aumentou o portfólio de tableware em colaboração com a marca portuguesa. A última campanha dá rosto aos funcionários que fizeram desta a sua casa e que concretizam os trabalhos de porcelana, faiança, vidro e cristal com mestria.

Uma história que remonta a 1824, quando José Ferreira Pinto Basto apresentou uma petição ao Rei D. João VI para erigir "uma grande fábrica de louça, porcelana, vidraria”, em Ílhavo. Em Alvará Régio, datado de 1 de Julho de 1824, D. João VI autorizou o estabelecimento da Fábrica de Porcelana da Vista Alegre. Cinco anos depois, a Vista Alegre recebeu o título de Real Fábrica, em reconhecimento da sua arte e sucesso industrial. A marca chega aos dias de hoje como um selo de qualidade com peças numeradas e em edições limitadas cujo valor aumenta quanto mais for disputado pelos coleccionadores. Por encomenda, é possível também personalizar as peças, tornando-as ainda mais distintas.

 

Largo do Chiado, 20-23, Lisboa

Tel. (+351) 213 461 401

Aberto todos os dias

Stivali

Poucas boutiques no mundo se podem gabar de ter shop-in-shops da Chanel, Valentino ou Saint Laurent como acontece com a Stivali. Manuel Casal e E.Franck, os proprietários da icónica loja de moda feminina, há muito que surpreendem com as aquisições de corners de marcas como Fendi, Dolce & Gabanna, Chlóe, Moncler ou Roger Vivier (criador dos primeiros stilettos para a Dior, em 1955, e dos Pilgrim pumps imortalizados por Catherine Deneuve no filme Belle de Jour, em 1967). Desde que em 1986 abriu portas afirmando-se como a primeira multi-marcas no país,  não deixou de acompanhar o pulsar do mercado, modernizando-se e com uma oferta cada vez mais exclusiva de roupa, calçado, carteiras e acessórios. Tal como os diamantes também eles são os melhores amigos das mulheres já que não há impossíveis quando se pretende uma das peças mais desejadas de qualquer colecção, eles conseguem. Isso sim, o verdadeiro luxo.

 

Avenida da Liberdade, 38B, Lisboa

Tel. (+351) 910 841801

Fecha ao domingo

www.stivali.pt

 

Gostar Partilhar Subscrever