11 Jun 2015 3177
PortoBay Hotels & Resorts
#alma #diversao #lisboa #noite #tradicao

Santos Populares em Portugal

Com festas e arraiais por todo o país a inaugurar o verão, Santo António, São João e São Pedro são os três santos populares mais festejados pelo povo português. De 12 a 29 de junho, do Minho ao Algarve, as localidades param para receber a animação sem igual das Festas Populares.


De norte a sul do país, os três santos chegam a todas as localidades para encher o mês de junho de celebrações. 

Ninguém é capaz de recusar o convite: as pessoas encontram-se nos bairros mais típicos, decorados com arcos e balões coloridos, música ao vivo e muitas barracas de comida preparada no momento. O prato do dia é único por todo o lado, e o nariz não engana: é mesmo o cheiro das deliciosas sardinhas assadas, colocadas numa fatia de pão, das bifanas grelhadas e do caldo verde com uma rodela de chouriço. Uma verdadeira perdição para os amantes dos sabores e cheiros mais típicos !!

Cheira bem, cheira a Lisboa !!

Na capital, Santo António é o santo padroeiro da cidade. É esta figura de manto castanho e com o menino Jesus ao colo que dá o mote para as festas que atingem o seu ponto alto no dia 12 de junho, com o desfile das marchas populares na Avenida da Liberdade. Alfama, Graça, Marvila, Bica, Mouraria ou Madragoa, cada bairro percorre a Avenida num cortejo de coreografias, cores, músicas e trajes elaborados. 

O outro momento alto acontece no dia seguinte, quando a procissão de Santo António sai da igreja junto à Sé em Alfama — no local onde o santo terá nascido por volta de 1193 — para desfilar pela cidade abençoando os pobres, os desfavorecidos . .. e os noivos e namorados. A fama de casamenteiro persegue-o e, todos os anos, dezenas de noivos participam nos Casamentos de Santo António, na esperança que o santo abençoe a sua união.

São João, dá cá um balão !!

Mais a norte, no Porto, a festa é celebrada nos bairros mais tradicionais, de 23 para 24 de junho.

No que toca às celebrações, o Porto tem outros usos e costumes. Não se espante se acabar por ser surpreendido com uma "martelada” na cabeça: é costume das festas joaninas bater com um martelinho de plástico na cabeça dos foliões que se juntam à multidão. 

No entanto, o ponto alto das celebrações é bastante mais inofensivo e muito mais surpreendente: à meia noite, começa o espetacular fogo de artifício sobre o rio Douro e são lançados balões de ar quente que sobrevoam sobre o cais da Ribeira, originando uma das celebrações mais bonitas das Festas Populares. 

Para muitos, a noite acaba junto à praia para ver nascer o sol ou, para os mais corajosos, num banho de mar matinal para refrescar — tal e qual como reza a tradição !!

São Pedro a terminar.

Para encerrar o mês de junho em beleza, São Pedro — o santo protetor dos pescadores — celebra-se no dia 29 de junho em algumas vilas piscatórias, como é o caso de Sintra — uma das localidades na lista de património mundial. Noutras localidades como Évora, as festas celebram-se a dobrar, já que recebe desde o séc. XVI a Feira de São João, uma das maiores do sul de Portugal, e também comemora o dia de São Pedro como feriado municipal. 

Seja em que ponto do país estiver, há tradições que nunca mudam como é o caso de saltar a fogueira e oferecer aos namorados vasos de manjericos, onde se colocam quadras de amor — ou não estivessem estas festas ligadas ao início do verão e a antigos rituais de fertilidade. 

Por isso, não se esqueçam . ..  Em Portugal, para os Santos Populares celebrar, é preciso ter muita vontade de festejar . .. e aprender a fazer rimas de encantar !!

Gostar Partilhar Subscrever